Modelo de Agravo de Instrumento (com Pedido de Efeito Suspensivo) de acordo com a Reforma ( Lei 11.187/2005)

Modelo de Agravo de Instrumento com pedido de efeito suspensivo (em formato .pdf).

Modelo de Agravo de Instrumento com pedido de efeito suspensivo (em formato .pdf).




Clique no texto acima, ou na imagem abaixo, para fazer o download.

Modelo de Agravo de Instrumento

Autor: Adriano Resende Gontijo. Créditos: Advocacia de Apoio

(Obs.: acompanha a decisão do Relator concedendo o efeito pretendido).

Link Alternativo: Modelo de Agravo de Instrumento

Relato da Espécie:

O recurso foi interposto contra decisão interlocutória proferida em execução de título extrajudicial.

Indeferira o juízo singular "pedido de extinção da execução" (usualmente denominado exceção de pré-executividade ), fundado na alegação de inexistência de título executivo certo, líquido e exigível (Art. 586 e 618,I do CPC)

À promissória a aparelhar a execução, aduziu-se, faltavam o local e data da emissão, desatendendo aos arts. 75 e 76 da Lei Uniforme sobre Letras de Câmbio e Notas Promissórias (Anexo II da Convenção de Genebra, promulgada pelo Decreto n.° 57.663/66

Ausente estaria também o demonstrativo válido da evolução do débito (CPC art. 614,II)


Observações Sobre o não emprego da expressão "Exceção de Pré-Executividade".


Cuida-se de matéria de ordem pública que poderia, na primeira instância, ser suscitada também em embargos à execução, onde há previsão expressa para sua alegação (art. 745, I do CPC, com a redação dada pela lei 11.382/2006) .

A peça que veicula o tema em outra sede - e parece ser o caso daquela cujo indeferimento acarretou a interposição do recurso -, recebe, de ordinário, a denominação de "exceção de pré-executividade". O fato de se haver empregado, na espécie, a locução "pedido de nulidade da execução" possivelmente se enquadra na explicação de Araken de Assis:



Cumprimento da Sentença. Araken de Assis.


"Uma nota curiosa serve muito bem para encerrar a apresentação sumária da exceção de pré-executividade. É inegável a estatura hoje alcançada pelo referido meio de defesa. No entanto, a experiência ainda revela que, pretendendo o executado provocar a apreciação do juiz alguma exceção ou objeção, e incutir aura neutra à iniciativa, na esperança de induzir boa-vontade no espírito do magistrado, sempre se mostrará preferível omitir-lhe a designação notória e antipática. Quer dizer, a simples e irrelevante menção à 'exceção de pré-executividade', no requerimento porventura apresentado ao juiz, corre o risco de melindrar o órgão judiciário , pouco inclinado a introduzir, numa execução aparentemente purificada dessas questiúnculas, matéria que lhe exigirá a emissão de um juízo positivo e negativo. Aos litigantes em geral, sensíveis a tais sutilezas, a prática recomenda chamar de petição, ou termo equivalente, à argüição."



Se, sob o ponto de vista pragmático, recomenda-se que se evite a expressão, sob o ângulo científico prega-se a sua abolição. Vide, a respeito, Barbosa Moreira, Exceção de Pré-Executividade: Uma denominação Infeliz, in Temas de Direito Processual, Sétima Série, Ed. Saraiva, 2001.

Temas de Direito Processual


"Exceção de pré-executividade" é expressão, para dizer o menos, gritantemente inadequada. Está claro que o ponto não interessará a quem não dê importância à terminologia - a quem suponha, digamos, que em geometria tanto faz chamar triângulo ou pentágono ao polígono de três lados, e que em anatomia dá na mesma atribuir ao fígado a denominação própria ou a de cérebro… Mas - digamos com franqueza - tampouco interessará muito o que esses pensem ou deixem de pensar.


(Em atendimento aos interesses dos leitores, serão indicados periodicamente modelos existentes na internet. As peças referem-se a casos concretos, e foram elaboradas por terceiros. As teses veiculadas, os fatos narrados e a terminologia empregada refletem a posição de seus autores, não a do responsável por esse site.)
Opinião do Leitor: 

Related

Processo Civil 3960887653821778505

Postar um comentário Default Comments

Deixe o seu comentário abaixo. Debata outros temas em nosso Fórum de Discussões

emo-but-icon

Siga-nos

direito integral - blog jurídico

Conheça os nossos serviços

Recebas as Novidades por E-mail

Pesquisa

Recentes

Comentários

Siga-nos no Facebook

Google+ Followers

Fórum de Discussões - Participe

Side Ads

Sobre o Editor

Autor do Site. Advogado em Curitiba
O editor é Bacharel em Direito e atua predominantemente nas áreas cível e processual civil, prestando consultoria a advogados e colegas de todo o País, sobretudo em matéria de recursos dirigidos aos Tribunais Superiores e execuções.

Reside em Curitiba.

Para contatá-lo, use o formulário.

Footer Ads

item